quinta-feira, janeiro 15, 2015

http://uncfc.org/

3 comentários:

Anónimo disse...

Doutrinando?

Sr Joao disse...

Todos os dias, somos doutrinados em sentido contrário. O pior é que, na maioria das vezes, de forma tão subtil, insidiosa, que não temos exército interno que nos faça reflectir questionando. Vive-se muito depressa.

Anónimo disse...

O questionamento e a voz são as ferramentas de quem se adapta ao ritmo. Assim como as suas maiores obrigações. Não sei se muitos usarão, parece-me que menos cumprirão. Vive-se depressa.