sábado, dezembro 28, 2013

Men without women

(Plágio de um título de livro.) Conheço alguns. Digamos: pessoas adultas que estão há mais de 15 anos sem uma mulher, sem um beijo. A maioria destes alguns desenvolveu fobia. Tem um medo, uma insegurança, que foge. Um ou outro teve um grande desgosto e nunca se recompôs. Um ou outro nunca experimentou e tem vergonha de com uma determinada idade mostrar a sua incompetência. Tenho quase a certeza de que não vão às putas. Alguns dos alguns masturbam-se com hologramas (pornografia). Uma minoria dos alguns nunca teve contacto com pele de mulher - e creio que a sua líbido morreu. (Se alguma vez existiu.) Fala-se pouco dos assexuados. Mas eles existem. E têm bem mais vergonha em se assumir do que um homossexual. Merecem uma grande ternura da minha parte. (Não consigo racionalizar isto, não é preciso racionalizar tudo.) Freud dizia que a única aberração sexual era a abstinência. Não sei. Prefiro a convivência com eles à com tarados, sôfregos ou machões.

Sem comentários: