terça-feira, dezembro 31, 2013

A minha última publicação na tasca

A minha luta contra o mundo digital demencial tem hoje dois gestos. Terminar hoje a minha conta de Facebook e parar de escrever aqui hoje. Sei que ainda viverei o suficiente para ver as novas tecnologias esmagarem o que resta da autonomia e da liberdade individual, para ver plantas criadas por máquinas, seres humanos clonados, a textura e o olfacto como os sentidos que falta adicionar ao digital. Ficção científica? Tanto quanto o era o «atarracado prédio de 34 andares» do Admirável Mundo Novo, o Soma que hoje se ramifica numa miríade crescente e crescente de escapismos. O mais estranho vai ser ver os prisioneiros sorrirem sem se aperceberem dos contornos das grades que os cercam - talvez alguns as divisem e as vejam douradas e sorriam. Talvez nessa altura o bombista da Apple, da Google ou da Microsoft tenha muitos nomes de suspeitos e o meu figure entre eles - isto se na altura os chips no cérebro não permitirem modificar interiormente uma pessoa e aspirar-lhe «a alma». É claro que continuarei a escrever. Entre outras coisas, o mais importante, aquilo de que me lembro desde ter memória - ser escritor, escrever Livros.

4 comentários:

Anónimo disse...

é pena…este bloque era um vicio saudável. até à próxima e obrigada ;)

curtos instantes disse...

Sr. João, não quero acreditar no que leio. Não pode ser. Há blogues a mais, é certo, mas o seu era completamente diferente. Bem escrito (só podia!), interessante, às vezes surpreendente. Reconsidere, por favor. Feche o facebook mas mantenha a Tasca. Nós agradecemos.

Sr Joao disse...

Haverá mais um, curtos instantes e anónimo :).

CCF disse...


Os blogues são apesar de tudo um bocadinho diferentes...e todos o podemos ler. Quanto ao FB, absolutamente de acordo.
~CC~