sexta-feira, setembro 06, 2013

«Talvez a minha velhice e o meu medo me enganem, mas suspeito de que a espécie humana – a espécie única – está prestes a ser extinta, mas a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, equipada com volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta.» Jorge Luis Borges

2 comentários:

Anónimo disse...

Um livro deve ser como um machado diante de um mar congelado em nós. - Kafka

Anónimo disse...

Não há dúvida que a velhice o engana... é muito triste ser velho.