segunda-feira, setembro 16, 2013

Juntem-se quatro homens que não têm por hábito falar de gajas, que não apreciam «gajas» pelo mero invólucro, que até repudiam o verbo «comer», que não separam o afecto do sexo - juntem-se esses quatro homens e o mecanismo de pressão grupal, de tactear um terreno comum fá-los-á cair nessa boçalidade, perdendo a sua individualidade.

3 comentários:

Anónimo disse...

Estranho é escolherem não tactear o terreno que lhes é verdadeiramente comum.
E talvez a explicação vá bem mais além do mecanismo de pressão grupal...

CCF disse...

É verdade, infelizmente...
~CC~

Anónimo disse...

O que faz ainda mais confusão é ver mulheres a falarem sobre isso. Até apetece desaparecer por um buraco.