terça-feira, julho 30, 2013

Um dos principais dramas da existência é que as pessoas mais interessantes não são necessariamente as melhores pessoas.

1 comentário:

Anónimo disse...

E a escolha acaba por ser sempre pelas mais interessantes.