domingo, junho 16, 2013

Ouvi um desses casos de amor trágico em que ela termina a relação esperando que ele entendesse que ela não estava satisfeita com aquilo que entendia ser uma indefinição do compromisso, esperando que ele no dia seguinte se ajoelhasse pedindo-a em casamento, e em que ele que nunca amara ninguém como a ela ficou descoroçoado durante meses e anos perguntando-se porquê, porquê, porquê, e esperando o telefonema que nunca veio.

4 comentários:

CCF disse...

Acontece...
~CC~

Anónimo disse...

Acho muito bem que ela o tenha deixado, porque sem dúvida alguma ele era um bananas.

euexisto disse...

obrigado por me ensinar palavras novas: de início pensei que descoroçoado fosse sem caroço.

Sr Joao disse...

:))