segunda-feira, fevereiro 11, 2013

Uma pessoa adapta-se a tudo. O cérebro após um acidente dramático volta o estado normal de felicidade. A neurociência diz que temos todos um nível de felicidade normal ao qual regressamos sempre. A lotaria, a morte de alguém provocam alegria e dor - mas passados seis meses tudo regressa ao normal. Tudo, menos o desemprego. Os danos (mesmo os mentais) do desemprego não diminuem - cavam um fosso cada vez maior. De desolação, solidão, culpa, vergonha, desespero, inutilidade.

Sem comentários: