domingo, dezembro 16, 2012

Em que ribanceira esconderei a alma
pra que não veja a tua ausência

Jorge Luis Borges

Sem comentários: