sexta-feira, maio 11, 2012

«A Maria João deixa cair uma coisa. Como eu estou sempre a deixar. A coisa cai e parte-se. Sem deixar qualquer ausência ou importância. Diz ela: "Deixa estar". É isso mesmo: deixemos estar. Estar já é bom. É morrer e não estar que não são.» Miguel Esteves Cardoso

Sem comentários: