quarta-feira, maio 04, 2011

- A ficção é verde, o ensaio cinzento.

1 comentário:

Anónimo disse...

este haiku é castanho