terça-feira, abril 05, 2011

Se te queres industriar na arte de seduzir (mais superficial) ou conquistar (mais profunda) o fabuloso mundo da feminilidade, dedica-te a observar o comportamento dos homens com as mulheres e age nas antípodas do que 99% deles faz.

A arte da escrita é parecida com a arte da conquista.

Tens de ser verdadeiro parecendo falso. Tens de ser fingidamente verdadeiro.

Tens de ser subtil. Ou seja, tens de evitar comportamentos de puxar a manga da camisa e fazeres musculo e dizeres: "Olha que musculo tao forte que eu tenho!!!"

A escrita ensina-te isso. Deves ser gritar em silencio. Deves deixar os adjectivos, a necessidade de impressionar, a ostentacao. Largar o barroco e o rococó - isso soa a bazofia e exibicionismo. Deves insinuar os adjectivos a partir das tuas accoes e nao borrifares o texto dessas cores garridas. Deves deixas as coisas no subtexto - ou, se preferires, na entrelinhas. A seducao habita nas entrelinhas, no nao-dito, no nao-impingido.

E nao esquecas o essencial. Nao ha bicho mais perspicaz do que a mulher.

2 comentários:

Anónimo disse...

A perspicácia que o Sr. João diz ser apanágio das mulheres, pode levar a muitos enganos (malditas saborosas entrelinhas)... E bem eu gostava de acreditar nas minhas conclusões alegadamente perspicazes... Sonhos...

V.

Anónimo disse...

... leva-os o vento! E que ventania tem estado ultimamente, não acham?!
g.