sábado, março 05, 2011

Para o primeiro ano deste segundo mandato e Cavaco Silva estão disponíveis 16 milhões de euros. Em 1976, havia apenas 99 mil euros para gastar. Mesmo sem contar com a inflação, em democracia, as despesas de Belém têm subido 18% por ano.

Diário de Notícias

2 comentários:

Anónimo disse...

... perfeitamente normal e aceitável, as obras para que a "múmia" se aguente em pé cada vez são mais, e mais dispendiosas, exigem técnicas ancestrais para evitar o mau cheiro e não se perceber que a "coisa" está morta!!!!
G.

Anónimo disse...

ahahahahahahahaha