quarta-feira, janeiro 19, 2011

Uma vez, ouvi um mulher contar:

- Apaixonei-me por ele pela forma de ele contar uma anedota.

Às vezes, perguntamos a quem está apaixonado:

- Mas o que é que tu vês nele/nela?

A paixão não é a média ponderada de conjunto de características que apreciamos - sendo a paixão a nota mais alta.

Oscar Wilde chegou a ponto de afirmar que as mulheres se apaixonavam pelos defeitos de um homem.

Não é uma escolha racional. É isso que salga a vida e a torna muito mais deliciosamente confusa.


(Ainda assim, não me apaixonaria por uma mulher que defendesse a pena de morte.)

2 comentários:

Anónimo disse...

.... nem para o Cavaco?!

Anónimo disse...

Ah pois... Nesta coisas, nada há de racional... Se houvesse, seria bem mais fácil...

V.