quinta-feira, janeiro 27, 2011

- Imagino que tens um princípio, como eu, mas ainda te não descobri o fim e quando penso em ti-palavra-em-mim és vento.

1 comentário:

Anónimo disse...

... e às vezes vendaval!