domingo, janeiro 09, 2011

Divertir é um verbo frívolo.

6 comentários:

Anónimo disse...

Leviano, superficial, fútil, vão... Mas, qual o problema em querermos divertir-nos?... Em querer sorrir e rir por fora, mas que esse sorriso e riso também tenham significado por dentro?...
Divertir nem sempre é mau...

V

Anónimo disse...

claro que não. a diversão é essencial.

a menos que sejas um burocrata cinzento e gostes de ter uma vida de merda. eu esforço-me por me divertir e por divertir os outros.

e tu também...

Anónimo disse...

Segundo a infopédia, e correndo o risco de parecer chata ;)
divertir:
verbo transitivo
1.servir de divertimento a
2.distrair; desviar a atenção de
3.recrear
4.fazer tomar rumo diverso
verbo pronominal
1.entreter-se
2.folgar
3.desviar-se
(Do lat. divertère, «desviar; distrair; ser diferente»)

assim, lendo o acima referido não será nem frívolo nem tão pouco sinónimo de riso ou sorriso.
Aliás um bom filme com muitas lágrimas é muito divertido.
e ainda... não considero que por se ser um burocrata cinzento não quer dizer que se goste de ter uma vida de merda... isso é relativo...

Joana

Anónimo disse...

desculpem a última frase, queria dizer:
e ainda... não considero que por se ser um burocrata cinzento se goste de ter uma vida de merda... isso é relativo...

Joana

Anónimo disse...

eu não disse que os burocratas cinzentos gostam de ter vidas de merda.

apenas juntei as duas coisas, uma forma que surgiu na altura para classificar uma vida demasiado racional, chata, fria, algo desinteressante aos meus olhos.

"a não ser que sejas isto E isto."

(provavelmente devia ter escrito "...e que gostes...")

Anónimo disse...

sim...eu percebi que era uma forma de expressar uma sensação, e até compreendo. aliás se trabalhasse nas Finanças, por exemplo, acho que morria de tédio... mas espero que quem lá trabalhe, goste!
só comentei a expressão por causa do esteriótipo, e por nenhum outro motivo.

Joana