domingo, janeiro 16, 2011

as mulheres da minha vida às 5.43

algumas casaram
outras têm filhos
muitas vão ao supermercado
limpam a casa
trabalham trabalham trabalham
outras continuam solteiras
trabalham trabalham trabalham
algumas vivem obcecadas com o relógio decrescente
da maternidade
algumas estão mais flácidas
outras ganharam papos sombreados debaixo dos olhos
algumas trucidaram o idealismo
como se esmagassem a concha da infância
a maior parte delas não sei se é feliz
mas sei que estremecemos quando nos encontramos

Sem comentários: