domingo, março 30, 2008

- Acredita em Deus?

- Às vezes, à noite.

Ernst Hemingway

sábado, março 29, 2008

Paradoxos das Religiões Monoteístas

Se Deus (ou qualquer outro nome que lhe queiram dar) existe, é claro que tem de ser Deus a full-time e não apenas Deus uma vez por outra. Isso implica que sabe tudo (é omnisciente), tem poder para tudo (é omnipotente), e está, como consequência das duas primeiras em todo o lado (omnipresente).


E claro... não poderá ser um Deus perverso ou discriminatório. Logo terá de ser infinitamente justo. É tautológico, claro.


A pergunta mais recorrente feita por agnósticos e mesmo dentro do gnosticismo (a própria Madre Teresa de Calcutá fê-lo a determinada altura da vida) é:

- Como pode Deus existir e permitir que haja milhões de crianças a morrer à fome?

As desgraças do mundo em inocentes são uma questão difícil de responder (e mesmo não falando de «inocentes», se Deus é Amor e infinitamente misericordioso, como poderá permitir tanta infelicidade).

O Papa João Paulo II numa das suas últimas encíclicas tentou resolver isto. Escreveu que isso era o produto da escolha de Deus pela liberdade concedida aos homens. E que ele próprio hoje sofria as consequências dessa escolha.

Outro argumento, mais antigo e reaccionário, é que os justos pagavam pelos pecadores (como na Torre de Babel). Se numa cidade havia um tsunami, é porque havia lá muitos pecadores. Os inocentes? Pagavam pelos outros (Antigo Testamento dix it).

(a continuar)

Angel

quinta-feira, março 27, 2008

Sempre devorei livros de filosofia e religião porque gosto de ler sobre o que é procurar o valor mais alto da vida. A maior parte das pessoas passa pela vida sem saber porque faz o que faz, mecanizando-se. Sempre quis que a minha vida tivesse um móbil, um propósito. Penso que a escrita é uma possibilidade de chegar aos outros, de mudar o mundo mudando os outros. E penso que a escrita fica. Depois da nossa morte, continuamos a semear sementes em espíritos que por sua vez semearão sementes em espíritos que...


Angel

quarta-feira, março 26, 2008

Que expressão fofinha

Tenho o coração num pingo.

A L A

terça-feira, março 25, 2008

Não alcançamos a felicidade enquanto não sentirmos o prazer de dar como superior ao de receber.
Nada há melhor do que sermos surpreendidos.
Se só fazes as coisas que todos aprovem, ficas paralisado o resto da vida.


Angel
Quando olhas para a tua vida, há algum período no passado mais longínquo em que olhes para ti como para um estrangeiro - em que não eras tu?

segunda-feira, março 24, 2008

Nada me reconcilia melhor com a bondade, a natureza humana, a alegria e o lado mais bonito de mim do que olhar para um girassol.

Angel
Eu arrancarei o meu coração e dá-lo-ei como alimento a qualquer um.

The Cure, Disintegration

sexta-feira, março 21, 2008

Violência não é só bater em alguém

Durante muito tempo alimentei e pratiquei o princípio de ler todos os mails. No fundo, o mail era como uma carta ou uma sms: era uma comunicação pessoal. Achava uma falta de respeito não ler o que alguém me queria comunicar.

Com o tempo, este princípio foi-se corroendo, à medida que determinadas pessoas que me começaram a enviar dez mails por dia Fw:Fw:Fw de porno-chachada, superstições, ou pedidos de ajuda inventados de que quanto mais mails mandará mais cêntimos reverterá para o golfinho-em-vias-de-extinção-na-malásia ou a perna-amputada-de-uma-criança-no-sri-lanka (quem perderá tempo a inventar estas coisas?).


Um dos mails que de vez em quando recebo é:

gaja-do-barreiro-a-bater-punheta-na-escola-secundária-ab1


puta-vaca-de-viseu-a-fazer-mamada-a-tuga


São sempre mulheres. Os namorados chateiam-se com elas e vingam-se. Ou pura e simplesmente querem machistamente ostentar o seu troféu de casa. E expõem-nas na intimidade perante toda a gente.

Fala-se pouco deste fenómeno, cada vez mais recorrente, em larga escala exponenciado desde a existência da net, dos telemóveis com câmara, das webcams, das másquinas digitais.

É das coisas mais graves que se passam na sociedade actual, sob a forma de fotografias e vídeos.

As consequências são graves: vidas estragadas de miúdas, estigmatização social, depressões, suicídios. Não podemos deixar de tomar medidas.

Quem expõe assim a vida de outras pessoas deve estar preso. Faz muito pior à saúde física e psicológica de alguém do que roubar. Provoca feridas profundas nas pessoas, que se calhar dificilmente voltarão a ter momentos de sexualidade condigna.

É um exercício abjecto e criminoso. Não era difícil localizar estes indivíduos e apanhá-los (fosse pelo IP, fosse pelo facto de as ex-namoradas expostas saberem bem quem são - chegava-se lá). Este sentimento de impunidade na net tem de acabar.

Conheço uma pessoa que é especialista em direito de informática. Fez algo que eu nunca faria mas que aqui conto. Sendo uma pessoa educada, não respondeu a um tipo no mirc que gozou com o seu nick e o mandou para o caralho. Disse-lhe apenas:

«Se me continuares a insultar, ponho-te um processo.»

Os insultos aumentaram e várias pessoas se juntaram e o insultaram. Ele avisou novamente. AAHAHHAHAHAHA riram-se e aumentaram os insultos. Ele gravou a conversa e as pessoas (localizadas pelo IP) foram obrigadas a lhe pagarem uma considerável indemnização. Lembrei-me de que um dirigente desportivo pagou 20000 contos quando num jornal epitetou outro de louco. Na Internet, as regras do Direito são as mesmas.

Angel-a-privacidade-enquanto-valor-tem-no-século-XXI-uma-valoração-rasa

quinta-feira, março 20, 2008

No futebol, Na vida

«Os adeptos do Benfica queriam ganhar sempre. Eu posso prometer que vou tentar ganhar sempre, mas nunca que vou ganhar sempre. Eu tentei explicar-lhes a minha filosofia: quando não se consegue ganhar, tenta-se não perder.»

Trapattoni
Os erros são os portais da descoberta.

James Joyce

O Poder da Mente (incrível)

Li numa revista um estudo que me impressionou. Pessoas que frequentavam o ginásio deixaram de frequentar experimentalmente. Ao invés do ginásio, agora todos os dias quando se deitavam imaginavam que estavam no ginásio. Que fazia a máquina do peitoral, depois abdominais, depois pernas. Durante o dia estavam terminantemente proibidos de fazer qualquer exercício. Apenas à noite, imaginavam o seu percurso no ginásio, deitados na cama, com o escuro a rodeá-los.

Apenas ao imaginar, e sem qualquer tipo de esforço físico, eles trabalhavam os músculos com contracções involuntárias. Sucede que o cérebro quando imagina que está a fazer algo, tem um parte reactiva e automática que não distingue a realidade da fantasia - e os músculos por isso respondiam (sem que eles desse por isso).

Todos os indivíduos aumentaram a massa muscular (tonificaram) só com este exercício mental.


Angel-a-mente-de-facto-é-uma-coisa-espantosa
A religiosidade vai ganhando uma nova face e uma delas é a crenças nas energias (com muita influência do mundo oriental). Cada vez mais encontro pessoas que falam das energias das pessoas, dos espaços.

Já por duas vezes ouvi:

- Afasta-te dela que ela tem más energias.

- Essa tua dor de dentes é porque ultimamente te dás muito com a Y que um mau karma.


Acredito que as pessoas mais pessimistas ou mais optimistas nos contagiem coma sua energia positiva ou negativa. Acho, contudo, perigosamente pernicioso este raciocínio que nos leva a excluir pessoas. Cristo disse, quando lhe perguntaram porque tomava refeições juntamente com publicanos e pecadores disse:

- Não são os que têm saúde que precisam de médico. Não vim chamar os justos, mas os pecadores.

Devemos ajudar as pessoas que querem ser ajudadas.

Angel

Categorias

Amizade

Paixão

Amor

Admiração

Atracção

Idolatria

Curiosidade

O Fardo do Amor

Aconselho vivamente o título deste filme, baseado num romance de Ian McEwan (que também escreveu Expiação. Para quem quer saber o que é obsessão, veja este filme.

Lembrei-me dele ao pensar que quando uma pessoa gosta mesmo de uma pessoa e ela não está minimamente interessada, nem por isso deixa de ver sinais onde eles não existem.

Neste filme, a obsessão é levada tão longe que a certa altura há um diálogo delicioso.

- Eu tenho estado a olhar para a tua janela em busca das tuas mensagens.

- Quais mensagens?

- Quando corres o estor e o fechas eu sei o que me queres dizer.

- O quê?

quarta-feira, março 19, 2008

Straight Edge

Ser straight edge: não beber alcóol nem ingerir qualquer tipo de estupefacientes, não fumar, não ter sexo sem amor. Por acréscimo, 90% dos straight edge são vegetarianos (por questões de saúde e de libertação da crueldade animal).

Fazem-no porque gostam de ter uma mente vigilante, em pleno estado de funcionamento, não alienada. Porque gostam de, por paradoxal que possa parecer, se sentirem livres... Fazme-no porque não gostam da «absolutização do imediato».

Angel-só-me-falta-deixar-de-fumar
As pessoas que me interessaram na vida na primeira vez que as vi pouco me disseram (em alguns casos demorou anos).

As pessoas que me interessaram na vida não eram, eufemisticamente falando, propriamente portentos de Beleza.


Angel
Quando Pedro fala sobre Paulo, sei sempre muito mais sobre Pedro.

Sigmund Freud

Para reflectires

Os monges do convento escolheram o silêncio e a solidão. Nós escolhemos a solidão e o ruído.

Pedro Mexia

Frases que relampejam em livros...

A infelicidade é a fome de adquirir, a felicidade é a ânsia de dar.

Frases que ecoam

- Ele é uma pessoa perturbada. Muito perturbada. Procura o desequilíbrio. Tem sempre uma ou mais amantes quando namora, diz que não acredita em nada. É muito complicado, percebes? Mas é esse lado labiríntico que me atraia, que eu queria compreender, Angel.
Por questões profissionais, tenho lido muita literatura de economia, negócios, gestão, marketing e vendas.


Nesta literatura, é extraordinariamente recorrente o autor interpelar o leitor de forma interrogativa ou exclamativa:

- E tu o que pensas disto?

- Imagina que era contigo!

Os exemplos que eles dão são sempre de bens materiais. Partem sempre sempre do princípio que eu (o leitor) quero é um carro melhor, quero é ganhar mais dinheiro e que me estou nas tintas para o outro.

Não há uma analogia com a palavra sonhos, por exemplo, que não envolva a expansão da riqueza pessoal. Quando tenta ser poéticos e sensoriais, falam no carro colorido e portentoso que nos persegue desde a adolescência.


Angel-quando-habitamos-mundos-fora-do-nosso-mundo-expandimos-a-mente

terça-feira, março 18, 2008

«O passado é um país estrangeiro.»

L. P. Hartley

O Estado das Coisas

Estes economistas afectados na televisão parecem desprovidos de um suplemento de alma. A verdade é que o país está mal por falta de ânimo dos portugueses. Não há modelos ou soluções milagrosas. Isto é psicológico (a crise actual) e cultural (a parte estrutural). Não temos brio no trabalho e na ética profissional, não somos cultos, desvalorizamos os cursos técnicos e só queremos os filhos doutores. E - claro está - empurramos a culpa sempre para os políticos. Mesmo quando nem sequer exercemos o direito de voto.

A nossa economia avança em duas estradas divergentes: por um lado todos temos de ter um carro, uma casa, um telemóvel, um computador, Internet e TV Cabo (o estímulo neutro como escreve Singer - o estímulo que satisfeito não gera satisfação mas que não satisfeito gera insatisfação); por outro lado o mercado de trabalho é cada vez mais desregulamentado. Tenho um amigo meu que há dois anos faz contratos mensais com a empresa. Ouvi o Carvalho da Silva dizer que uma rapariga jovem renovou 115 vezes com a empresa sem ficar efectiva!

Corolário? Endividamento cada vez maior. É um paradoxo que cada vez haja menos possibilidade de recorrer ao crédito devido à precariedade dos vínculos laborais e que o recurso ao crédito seja cada vez maior.

segunda-feira, março 17, 2008

Estava a ler um texto de um padre católico sobre a Páscoa e apareceu-me uma coisa espantosa.

O contexto é irrelevante, mas de qualquer forma era a questão da Páscoa e da necessidade de neste momento reflectirmos em que há uma perspectiva mais ampla e alargada da vida para contemplar, que há um horizonte último para lá da vida comezinha e dos objectivos materiais.

A certa altura, surge-me uma expressão espantosa, identificando o principal problema da sociedade ocidental hodierna:

«Há uma absolutização do imediato.»

Porra, é isso mesmo.


Que expressão!


Angel-como-em-três-palavras-se-diz-tanto-coisa-no-sub-texto
- Às vezes, fico com a sensação de que me só me queres para uma coisa: sexo.

- Tu só queres sexo; quero fazer amor contigo.


- O teu órgão sexual manda na tua cabeça?


- Usaste-me: foste para a cama comigo e nunca mais me ligaste.











Leitor, confesse... Associou sempre que era uma mulher a falar. Repará que não há uma referência a ser homem ou mulher no texto.


Angel-daqui-a-cem-anos-qualquer-homem-poderá-dizer-isto-sem-gerar-estranheza

Pensamento

Era uma pessoa tão empenhada em procurar a pessoa perfeita para ela que chegou ao fim da vida sem ter tido ninguém.

Angel

Frases que ecoam

- Não me importo que o meu namorado tenha atracções por outras. Desde que me sinta a n.º 1 para ele, por mim está tudo bem.

Frases que me aparecem em livros

A maior parte das pessoas não sabe o quer. Como podemos atingir uma meta que não temos?

domingo, março 16, 2008

A imagem

Quando mataram o Saddam Hussein na televisão, uma amiga minha contou-me que ao ver o enforcamento em directo fico o dia todo irascível e que essa semana lhe correu péssimo. Também eu tive um sombra ao meu lado durante essa semana com a imagem a vir à minha cabeça ao almoço, ao jantar, antes de dormir - como ela me prejudicou e deixou triste, profundamente triste. Como era possível baixar a dignidade a um patamar destes. Obrigar um ser humano a dormir numa cela sabendo no que no dia a seguir seria executado. Como poderia ser o sono da última noite de um condenado?

Desde esse dia, sinto uma enorme empatia pela minha amiga. Para sempre.


Angel-a-rejeição-da-pena-de-morte-é-afinidade-mais-profunda-que-me-liga-ao-Outro
Há pessoas que acham que o Acaso, a aleatoriedade, a sorte e o azar é que regem as coisas. Há quem ache que não - que é a Grande Mão, a Inteligência Cósmica, o Grande Arquitecto, Deus que governa até ao mais infímo pormenor da nossa vida.


Angel

Profecia

A aproximação das pessoas à Religião e Espiritualidade no século XXI far-se-á pela constatação das coincidências e a procura do puzzle cósmico por detrás desses sinais.

Angel

2

Há dois tipos de pessoas: as que, quando podem, complicam a vida ao próximo e as que, quando podem, facilitam a vida ao próximo.


Angel

O Rico e o Pobre

Rico correndo é atleta
Pobre correndo é ladrão
Rico com medo é nervoso
Pobre com medo é cagão
O rico mete na cama, ai...
O pobre mete no chão

O rico usa brinco é playboy
Pobre usa brinco é viado
Pobre traído é chifrudo
Rico traído é enganado
Rico metendo é amor
Pobre metendo é tarado

Casa de rico é mansão
Casa de pobre é maloca
Doce de rico é bombom
Doce de pobre é passota
Pinto de rico é pênis
Pinto de pobre é piroca

Banheiro de rico é toalete
Banheiro de pobre é privada
O rico vai fazer xixi
O pobre vai dar uma mijada
O rico vai fazer coco
O pobre vai dar uma cagada

Zona de pobre é puteiro
Zona de rico é boate
Barco de pobre é canoa
Barco de rico é iate
Amante de rico é dama
Amante de pobre é biscate

O rico come lagosta
O pobre come chuchu
Rico viaja para a Europa
Pobre viaja pa Itu
Bunda de rico tem ânus
Bunda de pobre tem cu

O rico toca piano
O pobre toca corneta
O rico é que se masturba
O pobre bate é punheta
Xana de rico é vagina
Xana de pobre é buceta

Música de rico é concerto
Música de pobre é macumba
Nome de rico é Estela
Nome de pobre é Raimunda
Rico só leva vantagem, ai...
Pobre só leva na bunda


Ary Toledo

sábado, março 15, 2008

Tecnologia e sofisticação

Nos últimos tempos, tenho visto pessoas conhecerem-se que o primeiro contacto que trocam é o hi5 ou o msn. Ainda sou do tempo em que as pessoas trocavam o número de casa.

Também são cada vez mais os casais que conheço que se formaram no hi5. Porque o hi5 está no meio. Não é o MIRC, em que as pessoas estão ali para conhecer outras, mas também não é totalmente assexuado. Como disse um amigo meu, é «um sítio encapuçado de engates».

Na semana passada, uma amiga minha disse-me que tinha traído duas vezes o namorado.

- Mas como é que tu conseguiste trair se estás sempre sempre com ele?

- Pelo hi5.


Pois.


As novas tecnologias reconfiguraram os afectos. Já li muito sobre um assunto e até já escrevi uma reportagem. O sociólogo José Machado Pais diz que os rituais do amor se manifestam na Internet e traça paralelismos.

O nick que usamos na net é como o perfume que decidimos pôr antes de sair de casa para ir jantar com alguém que ainda não namoramos...

Hoje uma pessoa, qualquer que ela seja, nunca esteja sozinha. Vai à net, ao msn, ao hi5, ao... meeting e arranja um parceiro. Mais: arranja uma pessoa com afinidades de alma.

A nível de relações, aumentaram as traições. É mais fácil hoje conhecer pessoas e é mais fácil esconder as coisas só através das mensagenzinhas que se têm no hi5.

A pessoa mais controlada pela mulher que conheço nunca sai sem a mulher, almoça e janta com a mulher, tem a mulher a ligar-lhe para o trabalho a toda a hora, vai aos jantares da empresa com o marido, nunca o deixa só, a mulher dentro da empresa (ciúmes doentios) e espiolha-lhe o mail para ver se não há trocas de mails com funcionárias, mesmo ele conseguiu andar a falar com uma rapariga. Como? Jogava um jogo na Internet em que os utilizadores tinha uma caixa de correio lá e ele trocava mensagens com um nome feminino. Mesmo que a mulher fosse à net dele da empresa, teria de ter a sua password, e teria de descobri o sítio das mensagens. Mas como pensaria ela que num site de futebol, se conheceriam mulheres?

Lembro-me como se fosse hoje de um professor de Matemática, muito recto e honesto, dizer:

- Eu vou espreitar as vossas folhas de ponto, vejo as vossas mesas da parte de baixo, e não quero nada em cima da mesa. Quem cabular, vai para a rua. Até as vossas máquinas de calcular eu vejo se não têm fórmulas proibidas. Têm de ser muito sofisticados comigo se quiserem cabular.


Cada vez, as traições são feitas de forma mais sofisticada.

Angel

Não, a competitividade não é obrigatória.

Há pessoas que pensam que o mundo é só. O mundo é muito muito diversificado, e apesar da crise, Portugal é um oásis em muitas coisas. Ao contrário de África, não se morre à fome nem à sede. Ao contrário do Iraque, não vivemos em guerra. Ao contrário da Colômbia, não há raptos todos os dias.

O mundo é plural. Digo isto porque as pessoas entendem que o capitalismo é igual em todo o lado (falso) e que com ele se forma um inextricável e inultrapassável sociedade. Nem todo o lado é assim.

Na Suécia, por exemplo, a questão da competitividade é substituída pela cooperação. Desde crianças, que nas escolas (e nas famílias), as crianças são educadas para objectivos sempre colectivos e nunca individuais. Solidariedade, cooperação. Quem se destaca, sozinho, no pódio - não é olhado como algo positivo, tão pouco. O que importa é o outro.

O filósofo Peter Singer garante no Como havemos de viver? que no Japão o bem-estar comum do país, da empresa, do grupo é sempre mais importante do que o do indíviduo.

Existem outras formas de estar na vida.


Angel-alarguemos-todos-os-dias-a-nossa-mundividência

sexta-feira, março 14, 2008

A coragem é a virtude principal porque é ela que garante todas as outras.

Aristóteles

O culto e o erudito

Pessoa explica a diferença entre o erudito e o culto.

O primeiro tem o saber armazenado e quando fala, despeja.

O segundo não despeja, relaciona, e incorpora o saber na sua vida, nos seus valores, nas suas acções.


Então...

O culto não poderá assim defender a pena de morte ou ser racista - mas o erudito sim. Contudo, o erudito ganha ao culto no Trivial Pursuit.

Angel

A polpa

A característica que a mulher mais aprecia no homem não é o «humor», a «inteligência», a «cultura», a «segurança». Nada disso: é o número de mulheres que um homem tem atrás dele.

Claro que não são todas assim (as que me interessaram nunca eram assim), mas uma grande parte valoriza esse ponto...


Angel
Já te questionaste porque fazes isso?
Qual o móbil da tua vida?
Achar correcto algo e não o fazer é falta de coragem.


Confúcio

Frases que ecoam...

Uma pessoa está morta quando deixa de se indignar com a injustiça.

quinta-feira, março 13, 2008

As ideias que as pessoas criam...

- Angel, tu escondes uma vida dentro da tua vida.

- Não. A tua mente é que é fantosiosa.

- Qual é o segredo que tu nunca contas?

- Por mais que pense, não estou a ver.

- Tens uma coisa na tua vida muito diferente de certeza...

- Agora que penso, só vejo coisas normais.

quarta-feira, março 12, 2008

Another life

Hoje, numa aula de Chi Kung, experienciei uma leveza, uma delícia dos nervos e dos músculos (ainda a tenho comigo).

Andávamos aos pares.

Um de olhos fechados, o outro a levar-nos pelas mãos e a criar cenários. Era o jogo da confiança.

Andei imenso tempo sem saber onde estava. Passei por praias, grutas, montanhas, rios... Foi fabuloso. Vulnerável e confiante. Adorei.

«Agora a areia está quente...» (e estava mesmo até queimei os pés)

«Agora a água do mar dá-te pela cintura e está tão quentinha...»

Acordar para a realidade foi um acordar...

Angel-experimenta-andares-de-olhos-fechados-em-casa-durante-quinze-minutos

Livros

O livro que melhor explica o que é uma pessoa ser comunista, ter o sonho comunista tão forte que se sinta legitimado a, inclusive, matar tudo e todos: Darkness at Noon.

É difícil pensar num nome melhor do que este para definir o que foi o comunismo histórico: Escuridão ao meio-dia.

Frases que ecoam

Por mais experiência que tenha, por mais mulheres que tenha conhecido, Angel, as mulheres continuam nunca cessam de me surpreender. Aquela cabecinha é impenetrável para nós. São tão imprevisíveis...

terça-feira, março 11, 2008

Eu ouvi isto, mas não tenho testemunhas.

- E esses gajos dizem: «Eh pá o Cristiano Ronaldo coiso-e-tal... Um ídolo dos putos? Que mau ídolo.» A verdade é que essa malta da cultura se soubesse jogar à bola, tentava-se impor a jogar à bola. Como não tinham jeito em miúdos, foram para a cultura. O homem quer sempre impor o seu domínio, a sua territorialidade, de maneira que na cultura é a mesma coisa: eles usam a cultura para se imporem, para vergarem intelectualmente os outros.


Angel-palavra-de-honra-que-me-disseram-isto-no-sábado

Tanta tralha mental

95% do nosso sofrimento é inútil.
Não digas nada, dá-me só a mão. Palavra de honra que não é preciso dizer nada, a mão chega. Parece-te estranho que a mão chegue, não é, mas chega. Quantos são hoje? Nunca sei às que ando, confundo tudo, perco-me sempre, os dias, as horas, às vezes cumprimento pessoas que não conheço, há uma semana ou isso entrei num antiquário, sentei-me a uma mesa D. João V e quando a senhora da loja veio, de uns armários franceses ou lá o que era, pedi-lhe que me servisse um uísque.

A L A

segunda-feira, março 10, 2008

O que te aterroriza mais:

a morte ser o fim e não haver mais continuidade de ti?

ou

a vida não ter fim e estares sujeito à eternidade, sem nunca nunca alcançares o fim?

O Melhor

João nascera numa família em que, pai, mãe, irmã e irmão (ambos mais velhos) todos tinham sido os melhores alunos. João seguiu as pisadas e continuo sendo o melhor aluno. Mas João queria algo mais do que isso. Extremamente baixo, uma fraca figura, e o melhor aluno - eram predicados para não ser sociável. E João queria ser o melhor em tudo. Para isso jogava futebol, rugby e ia aos concertos mais in.

Um dia, como o tempo não lhe chegava, levou os apontamentos para um concerto dos cult, e a sua imagem de isqueiro aceso a ler uns apontamentos foi comentada. João terá dito:

- Eh pá, o teste é amanhã e nem olhei para isto...

Gostava de cultivar a ideia de que não estudava.

Depois do liceu, foi o melhor aluno na faculdade. Contudo, não era o melhor aluno de sempre. E João teve de repetir anos até conseguir. Mas João conseguiu, mas não excedeu. Ficou na décima igual de média ao do melhor aluno de sempre. Não era único assim. Alguém ao seu lado lhe roubava algo, divindo a metade a área que o Sol inundava de brilho. Alguém insistia em perdurar ao seu lado debaixo do Sol. João começou a trabalhar, mas voltou a tentar (e estes anos todos tem continuado a tentar).

No trabalho, foi subindo, subindo (entretanto, deixou o futebol e o rugby onde não conseguia ser o melhor de sempre e que só lhe roubava tempo), ganhando mais dinheiro e poder. Era chefe, depois director... até que já não podia subir mais. E, claro, foi para fora (ainda continuando a estudar para ser o melhor na faculdade cá dentro).

Está nos EUA. Presumo que a sua escalada tenha sempre um degrau acima. E que se chegar a ser o homem mais rico do mundo, destronando o Bill Gates, a seguir quererá ser o mais poderoso, e ser Presidente dos EUA. Depois quererá ser o melhor presidente de sempre. E mesmo que consiga mais e mais e mais; tudo o que conseguir nunca lhe gerará satisfação, mas tudo o que não conseguir lhe fará nascer uma profunda insatisfação.

Faz-me lembrar o homem que ficou em 500.º lugar dos mais ricos do mundo na lista da revista Forbes, justamente os 500 mais ricos, e que disse à mulher:

- Desculpa o vexame a que te sujeitei. Te garanto que para o ano não seremos os miseráveis últimos e estaremos bem acima.


Angel-mais-ágape-menos-ambição
O coração quando se fecha faz mais barulho do que uma porta.

ALA
Qualquer dia pego nestes posts e faço um livro (com comentários e tudo).

domingo, março 09, 2008

O diálogo

- Did you enjoy tonight?

- It was a huge and magic concert.

- Thank you. Nice make-up... - sorriu e eu sorri também de forma larga.

- I only wished you had played Charlotte Sometimes and A letter to Elise...

- We could have. They are part of the tour.

- I loved it. I am a fan of yours since i am forteen, so... for fifteen years i waited for this moment. My room didn´t have a emptey space without your face...

- Oh... (leva a mão à cara envergonhado).

- Excuse me... (dirige-se para ir buscar uns papéis) Do you want these?

- Sure, thank you.

- I don´t have a pen, but i - if you want - can also give you these (e traz mais papéis).

- Thank you for all. I don´t want to take more time of you...

- Oh, no.

- Thank you again and until one day (e apertámos as mãos)

- Thank you very much. See you...

Excertos de Receita de Mulher

As muito feias que me perdoem
Mas beleza é fundamental. É preciso
Que haja qualquer coisa de flor em tudo isso
Qualquer coisa de dança,
qualquer coisa de alta costura

É preciso
que súbito tenha-se a
impressão de ver uma
garça apenas pousada e que um rosto
Adquira de vez em quando essa cor só
encontrável no terceiro minuto da aurora.

É preciso que tudo isso seja sem ser

É preciso,
é absolutamente preciso
Que seja tudo belo e inesperado. É preciso que
umas pálpebras cerradas
Lembrem um verso de Éluard e que se acaricie nuns braços
Alguma coisa além da carne: que se os toque
Como no âmbar de uma tarde.

Que a mulher seja bela ou tenha pelo menos um rosto que lembre um templo e
Seja leve como um resto de nuvem:
e a mulher não lembre
Flores sem mistério.

Que ela surja, não venha; parta, não vá
E que possua uma certa capacidade de emudecer subitamente e nos fazer beber
O fel da dúvida. Oh, sobretudo
Que ela não perca nunca, não importa em que mundo
Não importa em que circunstâncias, a sua infinita volubilidade
De pássaro; e que acariciada no fundo de si mesma
Transforme-se em fera sem perder sua graça de ave; e que exale sempre
O impossível perfume; e destile sempre
O embriagante mel; e não deixe de ser nunca a eterna dançarina
Do efêmero; e em sua incalculável imperfeição
Constitua a coisa mais bela e mais perfeita de toda a criação inumerável.


Vinicius

Mulher

Diz a Carla Hilária Quevedo que a grande e célebre questão da humanidade, a que Freud no fim da vida, disse, ao fim de 30 anos de investigações, não ter avançado um milímetro: O QUE É QUE AS MULHERES QUEREM? - deveria ser mudada e deveríamos passar a perguntar:

O que é que tu queres? - individualmente a cada mulher.


Cada mulher é uma pessoa.

O pináculo

Hoje conheci o Robert Smith

Angel-depois-contarei
Duas pessoas amarem-se chega para poderem viver o seu amor?

Poesia Sublime

Eu amava-a dolorosa e tranquilamente
A Lua formava-se com uma ponta subtil de ferocidade


Herberto Helder

sábado, março 08, 2008

Reconhecimento à loucura

Já alguém sentiu a loucura
vestir de repente o nosso corpo?
Já.
E tomar a forma dos objectos?
Sim.
E acender relâmpagos no pensamento?
Também.
E às vezes parecer ser o fim?
Exactamente.
Como o cavalo do soneto de Ângelo de Lima?
Tal e qual.
E depois mostrar-nos o que há-de vir
muito melhor do que está?
E dar-nos a cheirar uma cor
que nos faz seguir viagem
sem paragem
nem resignação?
E sentirmo-nos empurrados pelos rins
na aula de descer abismos
e fazer dos abismos descidas de recreio
e covas de encher novidade?
E de uns fazer gigantes
e de outros alienados?
E fazer frente ao impossível
atrevidamente
e ganhar-Ihe, e ganhar-Ihe
a ponto do impossível ficar possível?
E quando tudo parece perfeito
poder-se ir ainda mais além?
E isto de desencantar vidas
aos que julgam que a vida é só uma?
E isto de haver sempre ainda mais uma maneira pra tudo?

Tu Só, loucura, és capaz de transformar
o mundo tantas vezes quantas sejam as necessárias para olhos individuais
Só tu és capaz de fazer que tenham razão
tantas razões que hão-de viver juntas.
Tudo, excepto tu, é rotina peganhenta.
Só tu tens asas para dar
a quem tas vier buscar


José de Almada Negreiros

A minha utopia

Uma das minhas utopias é ter um estado sem crimes e sem excluídos.

Para não ter crimes, temos de ter (espantem-se comigo em grau crescente com a proximidade que me têm...) mais polícias. Muito mais. Em cada esquina um polícia de forma a impedir toda a violação, assalto e especialmente - claro está - homícidio.

Mas ninguém vai preso. Não há cadeias (saíam de lá todos piores no passado), o estado não tem o direito de privar as pessoas da liberdade. Simplesmente quando a liberdade individual afecta a de outro, o polícia impede o acto.

E ninguém passa fome. Todos têm direito a habitação, saúde, e comida nos mínimos necessários à sobrevivência. Quem quer se poeta livre, pode ser. Mas não tem o nível de vida dos outros... Mas também não vive na merda absoluta.


Angel

Frases que ecoam...

Nunca fui um radical. Os radicais são sempre pessoas aborrecidas e amargas.


Angel-usa-antes-o-advérbio-de-modo-tendencialmente-se-não-esta-frase-é-ela-própria-radical

Outro post pedante

- Angel, outro dia aqui à porta da livraria ouvi dois jovens com uma conversa tão cruel a falar de uma pessoa. Eram tão boçais a descrever uma rapariga que eu não me contive: «Olha lá pá, tu és um australopiteco.» «Um austro quê?», respondeu-me.


Velho Ancião

Por pudor

Sem qualquer pedantismo (a sério), constato sempre que corrijo alguém de forma suave de um erro no português, que a desculpa é sempre a mesma.

- Inês, não é «Chegas-te a casa bem?»

- Ai é que eu hoje estou tão cansada, Angel.


- Sara, não é «quizeste dizer».

- Angel, tenho cérebro todo frito hoje!
Já alguma vez questionaste quel o valor acrescentado do teu trabalho para o Outro?
Sabes o que queres da vida?

Encontrar similitudes naquilo que o preconceito diz que só há diferenças

Quem vive a religiosidade ou quem vive o PCP profundamente, tem algo muito parecido. Bertrand Russel explicou esse viver-por-uma-causa e traçou o paralelismo:

Messias Lenine
Deus Marx
Diabo/Inferno Capitalismo
Povo eleito Proletariado
Paraíso Comunismo
Fé em Deus/Fé na História (luta de classes em que classe dominante foi vergando a dominado e construído novos estádios socias: escravos da gleba vs. senhores (esclavagismo); camponeneses vs. nobres (feudalismo); proletários vs. burgueses e depois virá o comunismo)

Angel-se-Cristo-fosse-vivo-identificar-se-ia-com-o-ideário-de-esquerda

Factos alarmantes

Um terço da riqueza dos EUA está concentrada nas mãos de 1% da população.


Angel-os-milhares-de-sem-abrigo-só-são-importantes-porque-deflacionam-residualmente-o-PIB

quinta-feira, março 06, 2008

Frases que ecoam....

«O HI5 é um mostruário de engate encapuçado.»
Pela cara, vê-se a pessoa.


Velho Ancião
Às vezes falo com alguns conhecidos meus, heterossexuais assumidos, e parece-me que eles se sentem atraídos por mim.

A minha cama de sonho tem dossel (como adoro a sonoridade melosa desta palavra)

Big Brother está na sombra - manda, vê-nos e nós não o vemos

Nós votamos em políticos que pouco podem mexer na economia e na sociedade. Quem manda em nós - as multinacionais - essas não elegemos. Onde estão os seus programas políticos para que possamos ou não aprovar?

José Saramago

Angel-eles-estão-numa-janela-opaca-de-fora-para-dentro-e-transparente-de-dentro-para-fora

Frases que ecoam...

- Eu persigo o meu sonho de adolescente. Eu não quero uma carreira ou uma grande casa ou carro. Eu quero viver um grande amor! Quero encontrar a pessoa que sei que vai ficar ao meu lado para sempre - e que eu vou amar e que me vai amar. Quero tanto viver isso, Angel.

quarta-feira, março 05, 2008

As pessoas são insubstituíveis. Individualmente falando.

Demora a conhecê-las. Elas não são o que dão a aparecer. Conhece-lhes o Âmago. Não tenhas relações gratuitas, vazias, animalescas e descartáveis.

Angel

Capitalismo sem lei nem roque

Liguei para a TMN para cancelar um serviço e o operador que insiste em saber o meu nome e repetir o meu nome 30 vezes, como se achasse que esta intimidade me tocasse, o operador, dizia eu, fez tudo por tudo para que eu não cancelasse o serviço.


- Sr. Angel, o senhor é uma pessoa compreensiva, não é? Então vamos lá ver a situação..

- Sr. Angel, o senhor não está a fazer bem as contas e eu não quero que se prejudique.


Quanto a fase da manteiga não estava a dar resultado, ele passou à estratégia de vou-fazer-te-sentir-burro-para-eu-emerja-como-autoridade-aos-teus-olhos:


- Sr. Angel, eu vejo os seus consumos, o senhor analisou-os? É que não pode ter visto para querer cancelar...


Tive de recorrer à firmeza para que percebesse que eu queria cancelar o serviço e não discutir a validade da minha opção. O operador continuou a tentar. Aumentei a firmeza. E lá consegui (com os tipos da Netcabo passa-se o mesmo).

Quando pensei que estava despachado, eis que ouço:


- Nem vai acreditar, Sr. Angel. Foi beneficiado com 50% de desconto no serviço. É um prémio da TMN!

- Não quero.

- O quê? Não pode dizer isso. Isto agora é quase de graça.

- Não quero.

Ou seja: quem ligar a cancelar o serviço, fica com 50% a menos no fim do choradinho. Se todos souberem isto... Todos ligarão a cancelar.


As empresas privadas têm estratégias cada vez mais agressivas. O Estado tem de regular estes abusos. Bem sei que a tendência é para o capitalismo se deseducar e tornar cada vez mais selvático - e o Estado não pode reagir passivamente.

Toda a gente que conheço que tem Sport Tv, já recebeu uma mensalidade sobrefacturada a dobrar. Enganam-se sempre e... por cima! E quando uma pessoa reclama, é o utilizador/consumidor que tem de mandar uma carta para lá a falar do engano, tem de pagar o erro, e no futuro eles debitarão.

Isto é apenas um de muitos exemplos dos abusos das privadas, que tanto maiores são quanto mais próximos do regime de monopólio.


Angel

segunda-feira, março 03, 2008

A minha vida

«Só com base no que é novo, incomum e peculiar é que as flores do espírito desabrocham e libertam perfume.»

Anónimo

Pois.

«Ser Neutro já é escolher estar do lado mais forte.»


Max Weber

Outro poeta livre :)

«Eu passei por dificuldades financeiras. O meu objectivo prioritário n.º1 foi sempre não trabalhar. Sempre achei que a vida era demasiado curta para não fazer o que queria; para ter de trabalhar sob as ordens de alguém todos os dias - isso não era maneira de viver. Não sei qual o conselho para dar às pessoas, mas o que digo é que se te dedicares mesmo, podes consegui-lo.»

Cormac McCarthy

Um dos maiores escritores vivos, agora apenas conhecido por ser o romancista que deu origem ao melhor filme dos Oscares...

O meu amor por ti, Filosofia

Lembro-me de no 10.º ano, com 15 anos, me ter apaixonado pela Filosofia mal abri o livro.

Dizia:

«A Ciência vê um objecto a ser atirado ao ar e a cair no chão - e descobre as leis da gravidade. Porque é que o objecto cai sempre que é lançado ao ar? A Filosofia pergunta porque é que as leis da gravidade existem.»


Angel

Sesta

Um dos meus maiores prazeres na vida: dormir a sesta. São tantos os benefícios que a Ciência vem demonstrando (esta semana li que aumenta a memória)que nos países lá fora já se vai decretando a mesma...
Em Portugal, onde tudo chega atrasado, já há uma associação legalizada (e que organizam manifestações)para incoporação da mesma na sociedade (ou seja: no horário das empresas).

Acredito que aumentasse a produtividade. Não há nada menos produtivo do que o torpor que se abate sobre nós depois de uma pesada refeição a somar a poucas horas de sono...

Li que existem dois períodos de abaixamento das energias: entre as 14-14 e as 18-20; e que, ao invés, existe um pico às seis da manhã. Por isso é que acordar às seis é pior do que acordar às sete (perguntem aos malucos que o fazem...). Nesse abaixamento das energias, num dos dois, dizia o estudo, devemos dormir. Pelo menos vinte minutos. Aumentam-nos a boa disposição, a concentração e a visão de conjunto.

A nossa sociedade, em grande parte pelo trabalho, dorme pouco. E isso faz mal à saúde e psicológica das pessoas.

Links úteis:

http://ciberia.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=id.stories/6345
http://dn.sapo.pt/2006/03/20/cidades/sesta_diminui_risco_acidentes_trabal.html

Angel-nada-sabe-melhor-do-que-o-sono-da-sesta

domingo, março 02, 2008

«Olhares parvos» e «conversas de elevador»

Um amigo meu, colega de autocarro, disse-me um dia:

- Lá estou nos olhares parvos.

- Desculpa?

- Sim, isto de a malta de se olhar sem dizer nada. Às vezes, o olhar cruza-se e as pessoas desviam o olhar. É tudo pateta. É como se as pessoas dissessem - não-tenho-nada-para-fazer-e-então-limito-me-a-olhar-para-ti-porque-também-não-tenho-coragem-de-fazer-mais-nada.

- É uma pequena palavra, no fundo. Um monossílabo...

- Sim, quando às vezes arrancas um décimo de um sorriso ou um levantar das sobrancelhas em jeito de cumprimento... isso é uma grande alegria.


Ao andar no elevador, e ao cumprimentar um vizinho lembrei-me da expressão dos olhares parvos e de como se poderia também falar de «conversas de elevador»:

- Boa tarde.

- Boa tarde. Está um frio hoje...

- Pois está.

- Um vento pá.

- Pois, hoje está mesmo frio.


Não sei se só me acontece a mim, mas 80% das minhas conversas de elevador são sobre condições atmosféricas.

Angel

I have some friends inside

- Angel, eu estive este ano mas lembrava-me de ti, do x, do y e do z todos os dias. É engraçado, estava sempre com vocês quando gostava de algo que via ou vivia - e pensava em vocês lá. Mesmo à noite depois de jantar e tomar banho ficava relaxado no sofá a pensar em vocês ao fim do dia, como se estivesse ali. Sempre com um sorriso, vocês estavam comigo, entendes? E chegava ao fim do dia e revia o meu dia convosco.

A ausência do ego conjugada com a teoria da vacuidade

Nada existe de per se, tudo existe na dependência de outra coisa, e assim sucessivamente. Porém, quando os fenómenos aparecem ao espírito, eles surgem como realidades últimas, com uma existência intrínseca. Quando dizes um país, isso parece-te uma realidade una, compacta. Mas o que é um país? Um conjunto de outras infinitas realidades, uma abstracção conceptual de inúmeros espaços físicos e pessoas em constante mutação. Mesmo algo mais simples como um cacho de uvas é algo dependente de cada um dos seus bagos de uva, que, por sua vez, deve a sua existência a realidades infinitamente mais pequenas, até chegarmos aos átomos, e, depois dos átomos, a todo um universo subatómico. As pessoas tendem a ver o infinito através das realidades sucessivamente maiores, mas têm mais dificuldade em vê-lo nas realidades infinitamente mais pequenas. A vacuidade significa que os fenómenos têm uma existência vazia; que não existem fenómenos autónomos e intrínsecos, como ilusoriamente a mente os percepciona. Todos os fenómenos são dependentes dos seus constituintes, não tendo uma existência para lá da circunstancial reunião dos mesmos.
Outra maneira de veres a vacuidade inerente a todas as coisas é através das qualidades valorativas que atribuímos às coisas, ignorando que elas dependem unicamente do observador. Aquilo que tu vês numa determinada coisa não é o mesmo que o observador de outro país vê nessa coisa, e também não é o mesmo que o observador de outras épocas via. Para além da subjectividade do lugar e da época, o próprio observador pode, em função de diferentes estados de espírito ou da repetição do seu contacto com o objecto, atribuir-lhes diferentes qualidades. O mesmo copo de água aparece-te de formas totalmente diferentes, dependendo da tua sede… Então, as qualidades não são partes integrantes das coisas, não são seus constituintes; são apenas projecções do sujeito.
Mas o maior logro de todos é o ego. A ideia que tens de ti – o teu eu – não passa de uma ilusão... Tu és apenas uma consciência que pensa e sente e que se vai transformando com cada experiência – não há nada imutável e sólido a que te possas agarrar como eu. No meio dos biliões de ideias, conceitos e sensações no oceano da consciência, nasceu essa ideia do eu como algo exógeno à mente e ao corpo – como o possuidor da mente. Mas nada possui a mente. Se sondassem na tua mente ou no teu corpo nunca encontrariam esse eu.


Angel-desenvolvendo-a-teoria-da-vacuidade

Mensagens imbuídas de intemporalidade e aespacialidade

Por que vês tu, pois, o argueiro no olho do teu irmão, e não vês a trave no teu olho? Ou como dizes a teu irmão: Deixa-me tirar-te do teu olho o argueiro, quando tens no teu uma trave? Hipócrita, tira primeira a trave do teu olho, e então verás como hás de tirar o argueiro do olho de teu irmão. (Mateus, VII: 3-5).


Jesus Cristo

sábado, março 01, 2008

As leis da atracção

Deu um programa (não sei se ainda falta dar um episódio - na SIC) de ciência da atracção. No fundo, fazer investigações com cientistas de ordem vária sobre o que leva homens e mulheres a atrairem-se uns pelos outros.

Um ponto que achei curioso:

- A química corporal inicial (como lhe chamavam) é determinante nos homens e revertível nas mulheres. Apenas uma minoria residual de homens é que capaz de se interessar por uma mulher com o qual não sentia empatia física ao início. É que nem lhes dão oportunidade - matam-nas à nascença.

As mulheres tendencialmente são diferentes nesta matéria. Podem não sentir qúmica corporal inicial, mas com conversa e conhecimento da personalidade (ou com estatuto e dinheiro) podem sentir-se atraídas por quem ao início não lhes fez arrebitar a sobrancelha.

Neste aspecto, as mulheres são tão mais evoluídas do que os homens...

Angel

Frases ******

«O cérebro é a zona mais erógena. Mas atenção que isto é uma afirmação suspeita: é que é o próprio a dizê-lo.»

Woddy Allen

A salvação

Poderíamos inventar uma nova tabela, uma nova hierarquia: uma actualização semanal de nomes de seres humanos - por ordem humana, mesmo: em cima, no topo, o homem que salvou mais vidas, a seguir o segundo homem. Eis, aliás, um bom nome: o segundo homem - aquele que salvou mais a vida a seguir ao primeiro homem. Depois, o terceiro homem, o quarto homem, o quinto homem. E a palavra - homem - ganharia outro significado. Uma competição entre homens que salvam. Mas voltemos ao mundo - falemos de tentativas de salvação.

Gonçalo M. Tavares